Os Meistres e a Cidadela

os-meistres-e-a-cidadela

Da última vez que vimos Sam e Gilly, o casal abandonou Castelo Negro. Sam está a caminho da Cidadela, pois é seu objetivo tornar-se um meistre. Assim sendo, teremos uma nova localização na sexta temporada de Game of Thrones. Este artigo irá falar sobre a Cidadela, sobre Vilavelha e sobre os Meistres. A parte final poderá conter spoilers.

9
Sam e Gilly de partida de Castelo Negro

Vilavelha

Vilavelha é uma cidade da Campina onde se localiza a Cidadela, vista como a “mais rica, maior e mais bela e todo o Westeros”, apesar de Porto Real a ter ultrapassado a nível populacional. Não se sabe ao certo quais são as origens da cidade, havendo várias teorias existentes: uns dizem que foram os Sete a definir os limites de Vilavelha, outros consideram que foi obra dos dragões e alguns acham mesmo que tudo, simplesmente, apareceu um dia. É provável que nunca se venha a conhecer a verdadeira história da formação da cidade.

Localização de Vilavelha
Localização de Vilavelha

É em Vilavelha que fica o Septo Estrelado, local onde se centrava a Fé dos Sete antes da Construção do Septo de Baelor, em Porto Real. Foi no Septo Estrelado que muitos Altos Septões puseram o coroa de cristal na cabeça e, assim, se tornaram na voz dos Sete na terra. Muitas pessoas começaram a viajar até Vilavelha para rezarem nos muitos locais sagrados da cidade, que se tinha transformado na cidade sagrada da Fé.

Vilavelha é descrita como uma cidade bonita, com muitos rios e canais, bem como lindas mansões de pedra. O maior edifício da cidade, que é também um dos mais altos em Westeros, é a Torralta, um enorme farol que fica na Ilha da Batalha.

A Torralta
A Torralta

A cidade é guardada pela Patrulha da Cidade de Vilavelha, comandada por Moryn Tyrell, tio do Lorde Mace Tyrell. Vilavelha é governada pela Casa Hightower, que já foram réis mas que, mais tarde, juraram lealdade à Casa Gardener. Atualmente, são vassalos dos Tyrell. O atual senhor da cidade é o Lorde Leyton Hightower.

Brasão da Casa Hightower, que governa Vilavelha
Brasão da Casa Hightower, que governa Vilavelha

A Cidadela

A Fé dos Sete não foi a única instituição a crescer dentro de Vilavelha. Milhares de anos antes de o primeiro septo ser construído já a Cidadela existia, recebendo rapazes de todos os cantos de Westeros para estudar, aprender e forjar as suas correntes de meistres – diz-se que é o maior centro de conhecimento do mundo. O termo “Cidadela” também é usado para nos referirmos à Ordem dos Meistres como uma instituição. É na Cidadela que os meistres se reúnem, estudam e treinam novos membros, sendo esta a residência dos arquimeistres. O orçamento da Cidadela provém de impostos de Vilavelha e do pagamento dos lordes pelo serviço dos meistres.

A entrada da Cidadela, guardada por duas esfinges
A entrada da Cidadela, guardada por duas esfinges

As origens da Cidadela estão envoltas em mistério, tal como acontece com Vilavelha e com a Torralta. A maioria acredita que foi fundada pelo Príncipe Peremore, o Retorcido, segundo filho de Uthor da Torre Alta. Peremore era um rapaz doente, que passou grande parte da sua vida acamado, mas nem por isso deixou de ter interesse pelo mundo lá fora. Dizia-se que o seu maior prazer era ver sábios, professores, sacerdotes, curandeiros, cantores, alquimistas, feiticeiros e bruxos a discutir as suas ideias uns com os outros. Quando Peremore morreu, o seu irmão, o Rei Urrigon, outorgou uma extensão de terras nas margens do Vinhomel aos “animais de estimação de Peremore”. Assim foi feito e os ditos “animais de estimação” aí se instalaram para continuar a ensinar e a aprender – terá sido assim que foi fundada a Cidadela.

Os Meistres

Os meistres são uma ordem treinada na Cidadela, em Vilavelha. São conselheiros dos nobres de Westeros e chamados “cavaleiros da mente”. Uma vez que existe uma hierarquia dentro da Cidadela, temos de considerar:

  • Meistres: podem ser cientistas, conselheiros ou investigadores do oculto. Homens de qualquer idade podem começar o seu treino como meistre, mas tal não é permitido às mulheres. É comum as grandes famílias de Westeros enviarem os seus filhos mais novos para a Cidadela; também os filhos bastardos podem estudar para se tornarem meistres. Tal como acontece com os Irmãos da Patrulha da Noite, os meistres são considerados servos de Westeros e, na teoria, não têm qualquer ligação política. Depois de terminar os seus estudos, o meistre é enviado para um castelo ou fortaleza. É leal às pessoas que habitam nesse local, atuando como mentor, curandeiro e conselheiro, mesmo que o castelo ou fortaleza mude de mãos. Um homem que consiga a sua corrente perde o nome de família e partir de então é apenas conhecido pelo seu título e pelo seu primeiro nome.
7
Meistre Aemon, da Patrulha da Noite
  • Arquimeistres: ao mestre de uma determinada área de estudo é dado o título de arquimeistre. O arquimeistre recebe uma máscara, um anel e um elo do metal correspondente a essa área de estudo. Por exemplo, um arquimeistre que se especialize em corvos ganha uma máscara, um anel e um elo feitos de ferro negro. Os arquimeistres são os membros sénior da ordem e têm o direito de se sentarem no Conclave, que é o órgão que gere a Cidadela e que elege o Grande Meistre que aconselha o rei. Todas as reuniões do Conclave são confidenciais e feitas à porta fechada, sempre na Cidadela.
  • Grande Meistre: é um membro sénior da ordem que serve como representante da Cidadela perante o rei, na Fortaleza Vermelha. Só pode ser eleito e removido do cargo pelo Conclave. O Grande Meistre faz parte do Pequeno Conselho, onde é um dos conselheiros do rei. Usa diversas correntes de meistre entrelaçadas para indicar o seu alto estatuto.
O Grande Meistre Pycelle está ao serviço do rei há 40 anos.
O Grande Meistre Pycelle está ao serviço do rei há 40 anos.
  • Senescal: é escolhido de entre os arquimeistres, sendo um novo eleito a cada ano. O Senescal é o responsável pela governação da Cidadela. Muitos arquimeistres consideram que esta é uma tarefa que os desvia do seu verdadeiro propósito.

Os meistres usam uma corrente que pretende mostrar que eles servem Westeros, corrente essa composta de diversos elos feitos de diferentes tipos de metal. As correntes são formadas por todos os metais conhecidos pelo homem, mas quase nenhum meistre os vai usar todos. Os meistres nunca removem a sua corrente, nem quando estão a dormir. Cada tipo de metal corresponde a uma área de estudos, tais como o ferro negro para o estudo dos corvos, o bronze para a Astronomia, o cobre para História, o electro (liga de ouro e prata) para a Astrologia, ouro amarelo para Economia, ferro para as artes da guerra, prata para a Medicina e aço valiriano para a magia e o oculto. Apenas um em cada cem meistres tem um elo de aço valiriano – o estudo da magia não é visto com bons olhos pela maior parte dos meistres.

O texto pode conter spoilers a partir deste ponto.

 

Sam a caminho da Cidadela

Da última vez que vimos Sam na série, o Irmão da Patrulha da Noite partiu para a Cidadela com o Meistre Aemon, Gilly e o pequeno Sam. Nos livros, Sam viaja de barco até Braavos (onde encontra Arya, sem saber quem ela é). Depois de algumas peripécias, Sam quase morre afogado mas é salvo por Xhondo, das Ilhas de Verão. Xhondo acaba por deixar o grupo de viajantes prosseguir caminho no seu barco. Pouco depois do início da viagem, o Meistre Aemon acaba por morrer (na série, tal ocorre em Castelo Negro, ainda antes de Sam partir). O ilhéu de verão tinha ouvido Sam falar de dragões, pois, pouco antes de morrer, o Meistre Aemon falou de Daenerys e dos seus dragões, dizendo que tinha pena de já ser tão velho e, por isso, não poder estar ao lado de Dany para a aconselhar. Aemon acreditava que Daenerys era o príncipe que foi prometido.

John Bradley-West as Samwell Tarly and Hannah Murray as Gilly – photo Helen Sloan/HBO
Sam e Gilly a caminho de Vilavelha

O plano de Sam passava por, depois de chegar a Vilavelha, enviar Gilly com o bebé para Monte Chifre, a sua casa. Sam iria alegar que o bebé era seu filho bastardo, para que a sua família o criasse e tanto Gilly como o filho ficassem em segurança. Entretanto, Sam continua caminho até à Cidadela, onde encontra Alleras (que se acredita ser Sarella, uma das Sand Snakes), um jovem aprendiz que o leva imediatamente até ao Arquimeistre Marwyn, um dos poucos com o elo de aço valiriano, pelo estudo da magia e do oculto. Depois de Sam contar as últimas palavras de Aemon ao Arquimeistre, Marwyn parte imediatamente da Cidadela com o objetivo de encontrar Daenerys e de se tornar seu meistre, ordenando a Sam que não conte nada sobre Dany e os seus dragões aos outros Arquimeistres.

Pouco se sabe sobre o que vai acontecer com Sam e Gilly esta temporada. De acordo com informações que foram reveladas durante as gravações, foram escolhidos atores para dar vida aos pais e ao irmão de Sam, pelo que muito provavelmente iremos conhecer os Tarly. O casal não foi visto no trailer divulgado e nas fotos publicadas pela HBO apenas o vimos dentro de um barco, o que pouco ou nada nos diz. Se a história de Sam seguir a dos livros, ele será separado de Gilly e irá começar os seus estudos para se tornar um meistre, sabendo informações sobre Dany e os dragões que terá de manter em segredo.

A Grande Conspiração dos Meistres

A reação do Arquimeistre Marwyn à conversa com Sam e o facto de querer esconder Dany e os dragões da Cidadela deixa-nos a pensar se algo mais se estará a pensar. Existe uma teoria que afirma que os Meistres estão a conspirar contra os Targaryen, conhecida como a Grande Conspiração dos Meistres.

Sabemos que Robert começou a sua rebelião depois da irmã de Ned, Lyanna, ter sido supostamente raptada por Rhaegar Targaryen. No entanto, em A Dança dos Dragões, Barbrey Dustin (viúva de Willam Dustin, um dos companheiros de Ned quando tentou resgatar a sua irmã da Torre da Alegria) conta outra versão da história. Segundo Lady Dustin, os Stark, os Arryn, os Tully e os Baratheon já estavam a planear uma rebelião muito antes de a guerra começar. Uma das pessoas por trás deste esquema era um meistre chamado Walys, filho de um arquimeistre e de uma rapariga da Casa Hightower. Os Hightower, como sabemos, são grandes apoiantes dos meistres e, supondo que o que Barbrey Dustin disse é verdade, os meistres podem ter sido responsáveis pela Rebelião de Robert e pela queda dos Targaryen.

Uma história semelhante é conta pelo Arquimeistre Marwyn, que diz a Sam que os meistres estão a conspirar para que deixe de existir magia no mundo. Marwyn sugere que foram os meistres que mataram os dragões da última vez, que eles não confiavam no Meistre Aemon por ele ser um Targaryen e que estão dispostos a matar para atingir os seus objetivos.

A favor desta teoria temos o facto de os meistres saberem a destruição que os Targaryen e os seus dragões trouxeram ao reino – talvez seja por isso que querem impedir que a história se repita. Também não é segredo que os meistres não confiam na magia, pois esta é perigosa, difícil de controlar e de compreender, sendo um verdadeiro desafio para os estudiosos meistres. Contudo, algumas das alegações feitas por Marwyn provavelmente não correspondem à verdade. Por exemplo, quando o Meistre Aemon fala da sua ida para a Muralha, dá a entender que foi uma escolha sua para não poder ser usado politicamente contra o seu irmão Egg, o rei Aegon V. Em relação à morte dos dragões, é sabido que eles morreram durante uma guerra familiar pela sucessão, conhecida como a Dança dos Dragões. A única hipótese plausível seria que os meistres estiveram por trás da Dança dos Dragões, tal como Lady Dustin diz que estiveram por trás da Rebelião de Robert, mas parecem ser poucas as hipóteses que apontam nesse sentido.

Uma hipótese mais credível aponta os Hightower como os causadores da Dança dos Dragões. A rainha Alicent Hightower, que casou com o rei Viserys I Targaryen, queria que o seu filho Aegon herdasse o Trono de Ferro, mas o rei tinha escolhido como sua herdeira Rhaenyra, sua filha de um primeiro casamento. Foi esta disputa que levou à guerra em que morreram os dragões, guerra esta causada em grande parte pelos Hightower, a mesma casa ligada ao meistre que, supostamente, esteve ligado à Rebelião de Robert e que apoia os meistres.

No entanto, não parece provável que os Hightower estivessem a conspirar com os meistres contra os Targaryen, pois os Hightower eram bastante leais à família real… mas talvez os meistres tivessem manipulado os Hightower para que estes começassem a Dança dos Dragões, da mesma maneira que manipularam os Stark para se insurgirem contra os Targaryen. Estas são apenas possibilidades, mas parece pelo menos um pouco credível que os meistres foram responsáveis tanto pela Dança dos Dragões, guerra que matou os dragões, como pela Rebelião de Robert, que tirou os Targaryen do poder.

Todas estas conspirações assentam no facto de os meistres quererem acabar com a magia, mas a verdade é que tudo indica que os meistres acreditam que a magia já deixou de existir. Contudo, é possível que os meistres se tenham apercebido que a magia está de regresso – nasceram dragões, os Outros regressaram, a magia de Melisandre está a ficar mais forte e pessoas foram ressuscitadas.

É possível que os meistres tenham conspirado contra os Targaryen, mas não há provas sólidas para comprovar esta teoria. É também provável que as alegações de Marwyn seja exageradas, tendo ele um outro motivo para impedir Sam de contar o que sabe sobre Dany e os dragões. Provavelmente, iremos ficar a saber mais sobre o que se passa na Cidadela no próximo livro e na sexta temporada da série.

Fontes:

O Mundo de a Guerra dos Tronos, de George R. R. Martin

A Wiki of Ice and Fire

Alt Shift X


Outras histórias de Gelo e Fogo:

+ Aerys II: O Rei Louco

+ Brynden Rivers: O Corvo de Três Olhos

+ O Torneio de Harrenhal

+ A Rebelião de Robert Baratheon

+ Os mistérios que cercam a Torre da Alegria

About Lyanna

Nascida nos reinos gelados do Norte, Lyanna esconde muitos mistérios. O que não é segredo é a sua paixão pelo mundo de Gelo e Fogo, que gosta de partilhar com todos à sua volta.