Kit Harington fala à Esquire sobre o adeus a Game of Thrones… e ao seu cabelo

Kit Harigton, o Jon Snow de Game of Thrones, esteve à conversa com a revista Esquire onde levantou um pouco o véu sobre a sua vida e sobre a sua carreira. Reunimos alguns pequenos excertos dessa entrevista.

Parte da conversa é sobre o seu cabelo. O ator de GOT conta já os dias para que se possa ver livre da barba e dos cabelos que o prendem à sua personagem. Infelizmente esse dia aproxima-se a passos largos, com o final da série agendado para 2018. No entanto o espírito desmedido e atormentado de Jon Snow continuará vivo dentro de Kit.

“Thrones nicely bookended my twenties, but I’m thirty now. […] Maybe I can reinvent myself and get away from an image that’s so synonymous with Thrones. But maybe this was the role I was always meant to play and that was it.”

Kit refere que os seus colegas fazem constantes piadas sobre o seu cabelo:

Emilia Clarke (Daenerys Targaryen): “There’s a consistent drumbeat of taking the piss out of his incredible hair and startling good looks. His hair just takes over everything. My ridiculous handcrafted wig doesn’t come close to standing up to his man bun.”

Nikolaj Coster-Waldau (Jaime Lannister): “There’s a change in the level of female lust in the room when Kit is there, which all the males find annoying and disrespectful.”

Liam Cunningham (Davos Seaworth): “His hair has its own trailer.”

 

Sobre o que virá depois do final de GOT, Kit refere que pretende desfrutar da calmaria que se seguirá com o final da série e aproveitar alguns momentos nas sombras.

“I’ll enjoy the madness quieting a bit. I’d Like a few years of relative obscurity.”

Isso vem a propósito da popularidade da sua personagem. Sobre a interpretação de Kit, os produtores da série já sabiam que com a morte de Ned Stark no final da primeira temporada, a personagem de Kit Harington iria tornar-se um dos principais focos da série. Quem quer que interpretasse a personagem (Jon Snow) teria que saber transmitir muito bem a imagem de um homem que é tão nobre mas que facilmente se pode sentir tanto ressentido como adorado.

“Snow is a challenging part. In the books, what’s going on with Jon is internal. I can tell you what he’s thinking, but you can’t do that on TV. The actor has to sell the depths and subtleties and conflicts of his character.”

– George R.R. Martin

Kit conta que foi depois de uma audição em que estava com um olho negro (fruto de uma discussão com direito e confronto num McDonald’s) que lhe ofereceram o papel de Jon Snow e que aceitou imediatamente.

“I’ve been very fucking lucky.”

Relativamente à atualidade, é feito um contraste da politica em Westeros com a politica no mundo real. Ele refere que talvez o poder seja algo que não deva ser atribuído a quem o deseja e que talvez por isso Jon seja quem mais mereça o poder pois ele não o procura.

Thrones can be used as a metaphor way too much, but if there’s one truth, I think, it’s that people who really desire power are the people who shouldn’t have it,. Maybe Jon’s the one person who should have it, because he’s not looking for it.”

 

Kit fala ainda sobre a influência que uma personagem como o Jon Snow pode ter no futuro da sua carreira. Por um lado uma personagem tão marcante pode ajudá-lo a crescer como ator e lançar o seu nome para o grande mundo do cinema e da televisão. No entanto este tipo de papel também pode ter uma influência negativa, fazendo com que ele fique sempre associado ao Jon Snow e não desenvolva como ator.

“If I try and compete with Thrones, if I’m like, ‘I need a Marvel movie, or the next big show on Amazon, or another one on HBO,’ then I’m just setting myself up for one hell of a fall.”

O autor do artigo acaba por destacar que enquanto deu a vida a Jon Snow, Kit não conseguiu brilhar com as personagens que foi interpretando nos filmes em que participou (Silent Hill: Revelation; Pompeii;  MI-5 e Seventh Son), tendo apenas surpreendido no romance Testament of Youth.

“Maybe I can reinvent myself. But maybe this was the role I was always meant to play and that was it.”

Podes ler o artigo completo da entrevista AQUI.


Fonte: Esquire

About Jon

Nascido entre o Gelo e o Fogo, descendente de duas das grandes casas de Westeros, Targaryen e Stark. Um apaixonado por este mundo que nos seus tempos livres dedica-se a fazer aquilo de que mais gosta, descobrir e dar a conhecer mais sobre este mundo.