George R.R. Martin está determinado a escrever ‘Os Ventos do Inverno’ até 2016

“Finish the book, George! (Termina o livro, George!)” é provavelmente a frase que o aclamado escritor mais ouviu ao longo destes últimos anos.

A série de televisão Game of Thrones – Guerra dos Tronos, baseada nas Crónicas de Gelo e Fogo, está  praticamente com todo o material que George já escreveu até agora, adaptado (alguns núcleos prevê-se que no final da 5ª temporada tenham já sido adaptados os acontecimentos até ao livro A Dança dos Dragões e Os Reinos do Caos). Uma vez que a acção dos quatro últimos volumes já lançados (desde O Festim dos Corvos ao Os Reinos do Caos) em termos cronológicos acontece toda em simultâneo, e com alguns núcleos dos livros deixados de lado pela série, outros não tão bem explorados, a adaptação de TV tem avançado a um ritmo bastante rápido.

Por esse motivo, George R.R. Martin diz que está a fazer os possíveis para que The Winds of Winter (Os Ventos do Inverno em tradução livre) seja publicado antes da estreia da 6ª temporada, que será na Primavera de 2016.

“Tem sido sempre muito importante para mim” disse o autor sobre a importância de concluir o livro neste prazo. “Eu queria que fosse já agora. Talvez eu possa estar a ser muito otimista com a rapidez com que eu o possa terminar. Mas cancelei duas presenças em convenções, tenho deixado de lado muitas entrevistas, qualquer coisa que eu possa fazer para limpar os meus baralhos e conseguir este feito.”

Mas para nosso agrado (ou talvez não!) Martin falou que um acontecimento no próximo livro com uma das personagens vai deixar os leitores completamente loucos.

“Isso vai deixar os leitores loucos! Mas eu gosto muito isso. Eu ainda estou a avaliar se sigo nessa direção ou não. Será uma grande reviravolta. É fácil de fazer coisas que são chocantes ou inesperadas, mas eles (personagens) têm que crescer para fora de caracteres. Eles têm que crescer para fora das situações. Caso contrário, é só ser chocante por ser chocante. Mas isso é  parece muito orgânico e natural, e eu consigo ver as coisas a acontecer. E com as três, quatro personagens envolvidos … tudo vai fazer sentido. Mas não é nada que eu já não tenha pensado antes. E não é nada que eles podem fazer na série, porque a série tem já algumas decisões feitas pelo carácter particular que impedem-nos, mas no meu caso eu não fiz essas decisões. “ – disse ele. Sobre o rumo dessa personagem após o acontecimento em questão, ele disse que não será mais o mesmo, mas apesar disso, ele ainda está a pensar se deverá ou não seguir esse rumo para essa personagem.

Ao olhar para trás, o autor afirmou ainda que se arrepende de não ter começado a trabalhar no próximo livro assim que acabou o anterior.

“Eu estava bem quente com o livro e deixei-o de lado durante seis meses”, diz ele. “Eu estava muito imergido dentro dele. Eu estava a trabalhar com tanta força que estava a escrever muito bem. Eu deveria ter continuado (o livro seguinte) a partir  desse momento (em que terminou A Dança dos Dragões + Os Reinos do Caos), porque eu estava a mexer-me bastante rápido. Mas eu não o fiz porque eu tive que mudar do meu caminho para a fase de edição e, em seguida, a tour do lançamento do livro. O ferro esfriou, para mim. “

 

Por fim, pediram ao autor para comparar o próximo livro com o anterior, ao que ele respondeu:

“Na terça-feira, acho que é a melhor coisa que eu já escrevi. Mas na quarta-feira já começo a achar que é tudo lixo, e que deveria colocar tudo a arder e começar de novo.”

Todos os livros já lançados das Crónicas de Gelo e Fogo (edição portuguesa).

 

Fonte: EW

About Jon

Nascido entre o Gelo e o Fogo, descendente de duas das grandes casas de Westeros, Targaryen e Stark. Um apaixonado por este mundo que nos seus tempos livres dedica-se a fazer aquilo de que mais gosta, descobrir e dar a conhecer mais sobre este mundo.