Bryan Cogman fala pela primeira vez sobre cena polémica de Sansa na 5ª temporada

O sexto episódio da quinta temporada de Game of Thrones (denominado Unbowed, Unbent, Unbroken) foi alvo de muita polémica quando Sansa Stark foi violada por Ramsay Bolton durante a noite de núpcias. Bryan Cogman, o realizador do episódio, falou recentemente pela primeira vez sobre este assunto e explicou que quando decidiram juntar a história da Sansa com a de outras personagens foi com o intuito de a trazer de volta a casa (Winterfell) para junto de Theon, lançando assim as bases para ela recuperar a sua casa e também a sua família. Bryan ainda justificou que, uma vez que a personagem se casou com Ramsay, tudo o que aconteceu posteriormente ao casamento foi nada mais nada menos do que aquilo que aconteceria na realidade dentro desse mundo em particular; apenas optaram por o mostrar ao invés de o esconder.

I think it’s important to talk about because of the response this storyline got. It’s sort of ‘damned if you do, damned if you don’t.’ If you don’t talk about it, people think you’re ashamed of it; if you do talk about it, everything you say is taken out of context. Basically, when we decided to combine Sansa’s storyline with another character in the books it was done with the idea that it would be hugely dramatically satisfying to have Sansa back in her occupied childhood home and navigate this Gothic horror story she’s found herself in and, of course, to be reunited with Theon – setting her on the path to reclaiming her family home and becoming a major player in the big overall story. That said, when we decided we were going to do that we were faced with the question: If she’s marrying Ramsay, what would happen on her wedding night? And we made the decision to not shy away from what would realistically would happen on that wedding night with these two characters, and the reality of the situation, and the reality of this particular world.

Muitos fãs esperavam que Sansa atacasse [mortalmente] Ramsay naquele momento de modo a evitar a violação, mas Cogman defendeu que Sansa não é Arya, “não podemos ser todos uma Arya […] a maioria das pessoas neste situação precisa de fazer um jogo mais longo“.

Yes, it would have been hugely satisfying [for Sansa] to have a shiv up her sleeve and gut Ramsay, but that’s not Sansa. We can’t all be Arya and, in fact, most people aren’t Arya. Most people in that situation, they have to play a longer game. She goes [into the marriage] without the right information about Ramsay, she gets the sense that he’s dangerous, and when he turns out to be even worse than she thought, she’s not broken by the attack, she immediately sets to getting the hell out of there and planning her next move.

De acordo com a EW, a um certo ponto Bryan mostrou-se bastante emotivo e referiu que não quer que haja mal entendidos com a cena:

It was a very difficult scene for me to write. I’ve known Sophie since she was a kid… I think it was the attack on our motives behind it that upset me. Because I love these characters. I’ve spent the better part of the last decade with these characters, and I love these actors – I’m getting emotional talking about it – I love Sophie, I love Alfie, I love [Maisie] and it’s … very personal to me and it’s not an easy thing to put a character that I love through a scene like this.

Bryan ainda fez questão de referir que o foco da cena nunca foi mostrar a redenção de Theon; isso foi apenas um acontecimento ‘secundário’ na história. A cena é toda ela sobre Sansa e sempre vista sobre o ponto de vista dessa personagem. O realizador referiu que a cena mudou o foco para o rosto de Theon pois tratava-se de uma cena horrível e perturbadora e fez isso com o intuito de respeitar a Sophie [Turner].

Maisie Williams também falou à EW e referiu que o realizador “ficou muito triste, de coração partido. Ele ama muito as personagens e todos os atores presentes na série.

Será que agora que o realizador falou sobre a cena os fãs, até então muitos deles revoltados, irão ver as coisas sobre outra perspectiva?

Fonte: EW via WotW

About Jon

Nascido entre o Gelo e o Fogo, descendente de duas das grandes casas de Westeros, Targaryen e Stark. Um apaixonado por este mundo que nos seus tempos livres dedica-se a fazer aquilo de que mais gosta, descobrir e dar a conhecer mais sobre este mundo.