As primeiras críticas da quinta temporada


Na quarta-feira passada, dia 18, aconteceu na Tower of London um pre-screening da quinta temporada de “Game of Thrones” onde foi apresentado o primeiro episódio, “The Wars to Come”.

No evento estiveram presentes vários jornalistas britânicos que não tardaram a fazer críticas para as suas publicações, especializadas ou não. Confere algumas das principais críticas:

A Forbes Magazine escreve que “as histórias mais fortes podem ser contadas em sussurros”, a propósito do tranquilo início em comparação com o sangrento final da quarta temporada. A review tem poucos spoilers mas confirma a cena de abertura do episódio, já conhecida pelos fãs mais dedicados. De acordo com o crítico Neil Midgley, “há todo um magnífico conjunto de peças que certamente anuncia uma temporada difícil pela frente para Daenerys“. 

O The Guardian descreve-o como “bem ritmado e um intrigante episódio de abetura”. Sarah Hughes refere-se ao episódio como um “slow-burner” e diz: “Todos os elementos que tornaram ‘Game of Thrones’ conhecido, desde a nudez abundante aos momentos de violência inesperada, estiveram presentes mas este foi um episódio de abertura confiante, que mistura humor e um bom ritmo para demonstrar o quão seguros os showrunners David Benioff e Dan Weiss estão neste mundo – e como eles estão felizes por correr riscos”.

O The Telegraph resume o episódio, especificando os detalhes da história e fazendo alguns spoilers, incluindo a confirmação do regresso de uma personagem secundária. No geral o The Telegraph revela que o episódio de estreia “tece uma nova teia de intriga política, criando meticulosamente o cenário para a próxima temporada e evitando derramar o sangue a que nos habituámos no passado”.

 O The Independent faz spoilers e conta exatamente qual será a história de Dany nesta próxima temporada. Sobre o episódio o crítico contou que “não existem muitos personagens novos, mas muitos dos antigos começam a revelar novas facetas…a HBO sugeriu recentemente que gostaria que ‘Game of Thrones’ continuasse por décadas, mas até agora nesta temporada dá para sentir, definitivamente, que é como se tivessemos chegado ao começo do fim (do jogo). Sabemos disso porque as personagens e histórias que têm sido independentes até agora, estão a começar, inequivocamente, a entrelarçar-se”. 

“Foi um bom início de temporada, com direito a seios e nádegas, mas com menos sangue e outros fluidos corporais do que aqueles que serão certamente derramados mais tarde. Uma sensação palpável de cansaço atingiu várias personagens sem que isso afetasse a própria série (…) Os flashbacks prometidos começaram logo de início com uma visita a uma bruxa clarividente (Jodhi May) cujas previsões trouxeram más notícias para uma personagem principal (…) A próxima cabeça a rolar poderia ser a do executivo da HBO que se atreve a limitar o tempo de permanência de uma série que está cada vez melhor “. – The Evening Standard

A quinta temporada chega a Portugal a 13 de Abril pelo canal SyfyPortugal.

Artigo: Magazine HD

About Jon

Nascido entre o Gelo e o Fogo, descendente de duas das grandes casas de Westeros, Targaryen e Stark. Um apaixonado por este mundo que nos seus tempos livres dedica-se a fazer aquilo de que mais gosta, descobrir e dar a conhecer mais sobre este mundo.